SISU 2019

Por Ana Carolina Moreno, G1

 

A edição do primeiro semestre de 2019 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) vai ter um número menor de vagas do que a do ano anterior. Apesar da redução ser pequena, é a primeira vez que isso acontece nos dez anos de história do sistema, criado pelo Ministério da Educação como um vestibular centralizado para universidades públicas, usando a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

No ano que vem, a seleção, que receberá inscrições entre os dias 22 e 25 de janeiro, reunirá um total de 235.476 vagas, segundo anunciou o MEC na tarde desta segunda-feira (17), quando a pesquisa de vagas foi aberta ao público no site oficial do Sisu.

No primeiro semestre de 2018, o número foi de 239.601 vagas. A queda foi de 1,7%. Ao G1, o MEC explicou que o Sisu "é uma ferramenta de apoio às instituições de Ensino Superior Públicas de adesão facultativa e que, por esse motivo, pode registrar variações entre as suas edições".

Compare abaixo a evolução:

O Sisu é realizado duas vezes por ano, mas a edição do primeiro semestre, que foi levada em consideração na comparação, é a que concentra a maior parte das vagas.

Um cruzamento de dados das vagas do Sisu e do Censo da Educação Superior divulgado pelo G1 no início do ano mostrou que, entre 2010 e 2016, a concentração de vagas nas universidades públicas saltou de 10,7% para 43% no período.

Para 2019, 129 instituições aderiram ao sistema. Na edição anterior, foram 130. Segundo o MEC, a variação se deve ao fato de que três universidades que participaram em 2018 não aderiram para 2019, e outras duas, que ficaram de fora da última edição, agora vão participar da próxima.


Participaram do Sisu 2018.1, mas não vão participar do Sisu 2019.1:

  • Universidade Federal do Pará (UFPA)
  • Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT)
  • Instituto Federal de Rondônia (IFRO)


Não participaram do Sisu 2018.1, mas vão participar do Sisu 2019.1:

  • Universidade Estadual de Feira de Santa (UEFS), na Bahia
  • Faculdade Municipal Professor Franco Montoro (FMPFM), em São Paulo


Calendário e mudanças no Sisu

Os candidatos interessados em concorrer a uma vaga nas universidades deverão se inscrever de 22 a 25 de janeiro de 2019 pela internet. O resultado será divulgado em 28 de janeiro.

Neste ano, o sistema da lista de espersa do Sisu vai mudar. Até 2018, o candidato a uma vaga no ensino superior poderia escolher duas opções de curso e desistir da segunda opção para ficar na lista de espera da primeira.

Agora, haverá uma chamada regular e o estudante selecionado em uma das opções de curso desta chamada não poderá participar da lista de espera. Se ele não for selecionado, poderá ficar na lista de espera de apenas uma das suas opções de curso.

Segundo o MEC, a mudança na lista de espera é para permitir "maior liberdade de escolha para os estudantes não selecionados na chamada regular dos processos seletivos do Sisu."

A expectativa é que se reduza o tempo de convocação das listas de espera e que todos os estudantes estejam matriculados antes do período letivo. De acordo com a pasta, as mudanças poderão ajudar a diminuir a ociosidade das vagas.

Fonte: htpps://g1.globo.com/educacao/guia-de-carreiras/noticia/2018/12/18/pela-primeira-vez-sisu-tem-queda-no-total-de-vagas-oferecidas.ghtml